Documentos sigilosos apontam que Palocci é possível mandante de hackers que invadiram conversas entre Moro e Dallagnol

O ex-ministro dos governos petistas de Lula e Dilma, Antônio Palocci, pode estar envolvido no ataque hacker às conversas secretas da Lava Jato em mensagens trocadas entre o ex-juiz, Sérgio Moro, e o procurador, Deltan Dallagnol.

Segundo documentos sigilosos colhidos na Operação Spoofing, da Polícia Federal, os hackers responsáveis pela invasão, Walter Delgatti e Thiago Eliezer, obtiveram influência do petista para obter “vantagens” diante do vazamento das informações secretas.

Um relatório de três páginas sobre uma suposta “sobrinha” de Palocci mostram que a jovem seria o elo entre os hackers e o ex-ministro do PT. A delação foi feita por Luiz Henrique Molição, o mais jovem entre os detidos pelo caso.

Antônio Palocci Filho exerceu o cargo de ministro da Fazenda do Governo Lula e, em seguida, assumiu a Casa-Civil, na gestão Dilma, em que se afastou após denúncia de “improbidade administrativa” e foi condenado.

 

Marcio Brito

Marcio Brito

Assessoria | DaQui Agência Digital
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Relacionados

SIGA-NOS NAS MÍDIAS SOCIAIS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Traduzir »
Falar com o Locutor!
Posso Ajudar?
Olá Somos da Mundial FM 91.3, Vamos Interagir?

--:--
--:--
  • cover
    Mundial 91.3
Enable Notifications    OK No thanks