Fezes de morcegos podem dar pistas sobre mudanças no clima
11/01/2020 11:15 em Brasil

As fezes de morcegos podem dar pistas sobre a mudança climática ocorrida ao longo da história. O material é o foco de um estudo em andamento realizado por pesquisadores da Universidade de Washington, do Missouri Botanical Garden e do Virginia Tech, nos Estados Unidos. 

 

 

"Existem insetos que voam comendo plantas e depois morcegos voando que comem insetos", disse Rachel Reid, cientista do departamento de geociências da Virginia Tech, que começou a trabalhar no projeto como pesquisadora de pós-doutorado na Universidade de Washington.  

 

 

Em outras palavras, mudanças na composição dos excrementos de morcegos podem refletir como a vegetação se transformou ao longo do tempo na área circundante. "Morcegos, eles voam 30 ou 40 milhas, então esse é o instantâneo que podemos obter", disse Christy Edwards, geneticista de conservação no Jardim Botânico do Missouri. “Há mudanças na dieta ao longo do tempo. E, essencialmente, estamos usando-o como um proxy para mudanças no ambiente”, completa. 

 

 

A equipe coletou núcleos no outono de 2018 na caverna Mary Lawson, perto do Líbano, extraindo amostras que atingiram aproximadamente um metro abaixo, através da pilha. As seções dos núcleos podem ser analisadas para diferentes leituras de carbono e nitrogênio para identificar tendências em mudança ao longo do tempo. Para entender melhor as camadas antigas de cocô de morcego, neste verão foram coletadas amostras de guano moderno da população de morcegos cinzentos da caverna para comparação, usando lonas colocadas em frente à entrada. 

 

 

Toda essa análise continua deixando as principais perguntas sem resposta no momento, incluindo até que ponto o registro do guano se estende a partir desse local. Essa será a chave para entender as mudanças que são refletidas nos núcleos. 

Fonte: Agrolink

COMENTÁRIOS