Saiba detalhes da operação e da morte de Lázaro Barbosa

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), revelou em entrevista nesta segunda-feira (28) que Lázaro Barbosa, acusado de cometer assassinatos e crimes na região, foi encontrado pela força-tarefa, que estava em busca de seu paradeiro há 20 dias, em uma área rural da região de Águas Lindas de Goiás.

“Ele foi encontrado em área rural, margeando um córrego. Foi o que o major Edson, que liderava as buscas, falou comigo”, disse.

Segundo Caiado, Lázaro trocou tiros com a polícia e foi baleado. Ele estava nas proximidades de um córrego e morreu durante o deslocamento a um hospital da região. A captura de Lázaro mobilizou cerca de 270 policiais das políciais civil e militar de Goiás e do Distrito Federal, Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Diretoria Penitenciária de Operações Especiais (DF) e Corpo de Bombeiros Militar (CBMGO).

“As informações que recebi são de que o trabalho da casa militar do governo já acontecia há várias noites, eles estavam sem dormir, e fizeram um cerco [na região de Águas Lindas de Goiás] e [Lázaro] recebeu os policiais atirando. No momento em que recebi essa informação da captura, ele estava sendo deslocado”, disse o governador.

Segundo Caiado, as investigações mostrarão se, de fato, Lázaro Barbora agia sozinho ou contou com a ajuda de outras pessoas para fugir da polícia, ter acesso a telefones celulares e cometer outros crimes.

As buscas por Lázaro se intensificaram, segundo informações, após a ida do suspeito à casa da ex-mulher, em Águas Lindas de Goiás. A ex-mulher prestou depoimento na delegacia nesta segunda-feira (28).

Policiais que trabalharam nas buscas por Lázaro Barbosa

 

“Esse assassino não era um lobo solitário, tava conivência de outras pessoas para sobreviver todo esse tempo. Teve acesso a telefone celular, informações sobre a polícia, estava recebendo informações, além do conhecimento que já tinha área”, disse.

Para Caiado, a atuação das forças de segurança se mostrou “eficiente”. “Que esse fato não se repita. Depois da chacina, o desfecho é esse que vocês relatam”, disse.

Entenda como se deu a operação pela captura de Lázaro

As ações foram realizadas de forma ininterrupta na região de Cocalzinho de Goiás e em Águas Lindas. Os agentes contaram com o apoio de quatro helicópteros e cerca de 10 drones, inclusive aparelhos com visão noturna e sensor de calor.

A força-tarefa também recebeu auxílio do Exército Brasileiro, que disponibilizou rádios comunicadores com alcance de 30 quilômetros, da Polícia Militar do Rio de Janeiro, que auxiliou com dois veículos para melhor comunicação das equipes e da iniciativa privada, que colocou à disposição do serviço de inteligência o aplicativo Brasil Mais Seguro, destinado exclusivamente para denúncias sobre o suspeito.

Um disque denúncia próprio para a operação também foi criado, para auxiliar o trabalho policial. A força-tarefa recebeu cerca de 5,3 mil contatos. Desse total, mais de 95% das informações repassadas pela população não contribuíram com as investigações.

O aplicativo Brasil Mais Seguro, que foi disponibilizado para a força-tarefa, teve cerca de 6,8 mil donwloads. Não foram enviados sinais de alerta que pudesse contribuir com a captura do fugitivo.

Policiais se mobilizam para capturar Lázaro Barbosa, foragido suspeito de assassinatos em série, em Girassol, distrito do município de Cocalzinho de Goiás (GO)

“Era questão de tempo até que a nossa polícia, a mais preparada do país, capturasse o assassino Lázaro Barbosa. Parabéns para as nossas forças de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente. Goiás não é Disneylândia de bandido”, escreveu Caiado nas redes sociais.

O fugitivo da Justiça é investigado por mais de 30 crimes, cometidos em Goiás, Bahia e Distrito Federal.

Ele é suspeito da morte de quatro pessoas de uma mesma família em Ceilândia, no DF, e do funcionário de uma fazenda no distrito de Girassol, em Goiás.

A maioria dos casos é referente a crimes de latrocínio (roubo seguido de morte). Durante a ação criminosa, Lázaro Barbosa invadiu propriedades rurais da região do entorno, fez três pessoas reféns e baleou outras quatro, entre elas, um policial militar.

O indivíduo já possui uma condenação por homicídio, no estado da Bahia e era também procurado por crimes de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.

Na última quinta-feira (24/06), duas pessoas foram presas suspeitas de auxiliar a fuga do fugitivo. Com a dupla, as equipes apreenderam duas armas de fogo e mais de 50 munições. Um dos equipamentos teria sido roubado em um dos crimes investigados.

As detenções foram realizadas em Girassol, distrito de Cocalzinho de Goiás. Segundo a apuração, os investigados já teriam tentado retirar o criminoso do perímetro onde ocorrem as buscas.

 

Marcio Brito

Marcio Brito

Assessoria | DaQui Agência Digital
Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
SIGA-NOS NAS MÍDIAS SOCIAIS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Traduzir »
Falar com o Locutor!
Posso Ajudar?
Olá Somos da Mundial FM 91.3, Vamos Interagir?

--:--
--:--
  • cover
    Mundial 91.3
Enable Notifications    OK No thanks