Analista defende CPI para apurar compra de respiradores pelo Consórcio do Nordeste

O jornalista e analista político Eduardo Negrão defendeu nesta terça-feira (18) a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Interestadual para apurar denúncias de corrupção em compras feitas pelo Consórcio do Nordeste, que tem o governador baiano Rui Costa (PT) como presidente. Para Eduardo Negrão, o Consórcio Nordeste funciona como “uma entidade de fachada, que não possui site, nem telefone, ou seja, não mantém a transparência necessária para tratar do dinheiro público”.

Em entrevista ao portal N10, de Recife, o jornalista citou o caso de Alagoas, “que levou um prejuízo de R$ 5 milhões” com a compra dos respiradores.

A fraude na compra dos 300 respirados junto a empresa Hempcare rendeu um prejuízo de cerca de R$ 10 milhões ao governo da Bahia. O valor unitário dos respiradores foi de “mais ou menos R$ 160 mil” e os demais estados do Nordeste pretendiam adquirir 30 unidades cada um, elevando o custo deles para R$ 4,8 milhões. Como a Bahia compraria 60 unidades, a conta do estado chega a R$ 9,6 milhões.

Márcio Brito

Márcio Brito

Designer gráfico DaQui agência Digital e colaborador Mundial fm 91.3

Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Deixe um comentário

Leia também em cidades

Traduzir »
Falar com o Locutor!
Posso Ajudar?
Olá Somos da Mundial FM 91.3, Vamos Interagir?
Enable Notifications    OK No thanks