Bocardi questiona dados da Covid
e critica imprensa

Apresentador disse que não há clareza nos números da pandemia

15/05/2020 – 07:38 | Por Gabriela Doria

O apresentador do Bom Dia São Paulo, Rodrigo Bocardi, alfinetou a própria emissora e outros canais ao reclamar que agora todo mundo morre de Covid-19. Em um desabafo improvisado, Bocardi lembrou da notícia do sambista Davi Corrêa, que foi atropelado, mas teve a morte registrada como Covid-19.

– A gente não sabe, aqui no nosso país, exatamente quem morre por Covid-19. Ontem eu vi, no Rio de Janeiro, e fiquei chocado. Um senhor, de uma escola de samba, foi atropelado, teve problema no pulmão, duas vezes deu negativo o resultado para Covid-19, e ele morreu de Covid. Ele entrou para os índices de Covid. Então, qual é a real? As pessoas estão morrendo de outra coisa, mas é Covid? Precisamos ter essa clareza! – apontou o jornalista.

A colega de estúdio de Bocardi, a apresentadora Glória Vanique, pareceu sem reação diante do desabafo inesperado, e por vezes chegou a olhar para a câmera em busca de alguma orientação.

A atitude de Bocardi chegou até a ser elogiada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro. 

Para o parlamentar, o apresentador pode ter incomodado a alta cúpula do jornalismo da Globo.

– Sincericídio não é tolerado na Globo. Temo pelo emprego do jornalista Rodrigo Bocardi por ter falado essas verdades e criticado a cobertura sobre o COVID na própria TV em que trabalha, a Globo – escreveu Eduardo.

A Rede Globo tem sido duramente criticada por sua cobertura da pandemia do novo coronavírus. Muitos telespectadores apontam que a emissora dá muito destaque aos mortos e pouco repercute aqueles que sobrevivem à doença.

Márcio Brito

Márcio Brito

Designer gráfico DaQui agência Digital e colaborador Mundial fm 91.3

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Deixe um comentário

Traduzir »
Falar com o Locutor!
Posso Ajudar?
Olá Somos da Mundial FM 91.3, Vamos Interagir?
Enable Notifications    OK No thanks