Eleito presidente do TSE, Barroso diz que trabalha com possibilidade de adiar eleições municipais

Barroso tomará posse em maio. É ele quem vai comandar o processo das eleições municipais de 2020.

16/04/2020 – 19:05 | Por Renata Martins – Agência Brasil – Brasília

Previous
Next

O Tribunal Superior Eleitoral já trabalha com a possibilidade de adiamento das eleições. A questão foi levantada nesta quinta-feira, durante sessão virtual que elegeu o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso como presidente da Corte Eleitoral.

Barroso tomará posse em maio. É ele quem vai comandar o processo das eleições municipais de 2020.

Durante fala após o anúncio que o proclamou eleito, Luís Roberto Barroso afirmou que o adiamento das eleições já é considerado pelos ministros do TSE, por causa da crise instalada pelo novo coronavírus.

“Ainda é cedo para nós termos uma definição se a pandemia vai impor um adiamento das eleições, mas essa é uma possibilidade com a qual nós, evidentemente, já trabalhamos. Porque a nossa maior preocupação é com a saúde da população, e se não houver condições de segurança para a realização das eleições, como conversamos na última vez em que nos reunimos, ainda informal e administrativamente, nós evidentemente teremos que considerar o adiamento.”

De acordo com Barroso, se houver adiamento, será por período mínimo. E destacou que os sete ministros do TSE são contrários a qualquer proposta de cancelamento do pleito para que as eleições para prefeito e vereador sejam realizas apenas em 2022, casadas com a votação para presidente, governador, senador e deputados.

“Todos nós consideramos que as eleições são um rito vital para a democracia. Portanto, assim que as condições de saúde pública permitam, nós queremos realizar as eleições.”


Uma eventual mudança na data das eleições 2020 precisa passar pelo Congresso Nacional. A data está prevista na Constituição.

Luís Roberto Barroso substituirá a ministra Rosa Weber. O ministro Luiz Edson Fachin foi eleito vice-presidente da Corte. Os dois cumprirão mandato até 28 de fevereiro de 2022.

A eleição para o comando do TSE foi realizada por meio de uma urna eletrônica itinerante, que colheu os votos dos sete ministros, em seus endereços.

Márcio Brito

Márcio Brito

Designer gráfico DaQui agência Digital e colaborador Mundial fm 91.3

Share on facebook
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Deixe um comentário

Traduzir »
Falar com o Locutor!
Posso Ajudar?
Olá Somos da Mundial FM 91.3, Vamos Interagir?
Enable Notifications    OK No thanks