Reinvenção dos restaurantes na pandemia:
um novo tipo de cliente vem aí

Um dos segmentos que mais se reinventaram nessa pandemia foi o do restaurantes: atingidos em cheio pelo vírus ainda no mês de março, tiveram que mudar seu modelo de negócio rapidamente para fazer entregas através do modelo “delivery” – a popular telentrega – e o take away – pegue e leve. Em Porto Alegre, por exemplo, no Rio Grande do Sul, em menos de um mês, cerca de 95% dos estabelecimentos já tinham conseguido implantar o serviço, mesmo que não fosse a sua especialidade. Em Belo Horizonte, Minas Gerais, os pedidos de telentrega cresceram em 20% na primeira semana de quarentena. Os aplicativos de comida, como o IFood, Uber Eats e Rappi também ajudaram a facilitar a logísticas dos restaurantes para poder atender seus clientes.

Mas qual o futuro desse setor depois da pandemia? A presidente da ABRASEL na região sul, entidade que representa o segmento de alimentação e gastronomia, confirma que os proprietários estão utilizando de muita criatividade para manter tudo funcionando. “Dono de restaurante é sonhador. Acredita no seu negócio”, diz Fernanda Tartoni. Ela diz que a receita foi reduzir a capacidade operacional dos restaurantes durante a crise, diminuindo custos e fazendo as contas para poder retornar a atividade. As tendências mundiais de distanciamento de 2 metros, higienização, máscaras, luvas e muito álcool gel deverão ser adotadas na reabertura desse tipo de comércio no Brasil.

No site da ABRASEL os proprietários encontram um guia de orientação para enfrentar as dificuldades da pandemia, além de um número de Whats App para entrar em contato com a associação e tirara as suas dúvidas.    

Em todo o mundo, estamos observando ideias criativas para esta volta ao normal: mesas dentro de cápsulas de vidro ou acrílico, casinhas protegidas para atender casais e duplas a até bonecos nas mesas para dar uma ideia de “restaurante cheio”. A mudança de comportamento do consumidor já vinha mudando, segundo Fernanda, com o cliente buscando um consumo mais consciente. Uma pesquisa já revela que 80% dos clientes vão escolher os restaurantes pela higiene e segurança sanitária. Quem se atentar pra isso, vai estar ganhando pontos na reabertura. 

Márcio Brito

Márcio Brito

Designer gráfico DaQui agência Digital e colaborador Mundial fm 91.3

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Deixe um comentário

Fique sempre bem informado!

Cadastre-se em nossa newsleter e participe de nossas promoções.

Traduzir »
Falar com o Locutor!
Posso Ajudar?
Olá Somos da Mundial FM 91.3, Vamos Interagir?
Enable Notifications    OK No thanks