Atriz Daisy Lúcidi morre com Covid-19 aos 90 anos no RJ

Artista estava internada no CTI de hospital na Zona Sul do Rio desde o dia 25 de abril

07/05/2020 – 09:50 | Por Paulo Moura

Previous
Next

A atriz e radialista Daisy Lúcidi, de 90 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira (7) após ser internada com Covid-19 no Hospital São Lucas, em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro. Lúcidi estava no Centro de Terapia Intensiva (CTI) desde o dia 25 de abril.

A artista fez parte do primeiro elenco de atores da Rádio Globo e estreou na TV em 1960.

Em sua carreira como radialista, ela comandou o programa Alô Daisy, na Rádio Nacional, por 46 anos. Lúcidi foi ainda vereadora e deputada estadual no Rio. 

A última participação dela em novelas da Globo foi em Geração Brasil, de 2014.

Daisy Lúcidi Mendes nasceu no Rio de Janeiro, no dia 10 de agosto de 1929. Os pais, Clarice Lopez e Quinto Lúcidi, eram de origem portuguesa e italiana.

Ainda jovem, ela descobriu o talento para a interpretação. Quando criança, ela acompanhava o pai nos ensaios de um curso de teatro amador onde conquistou seu primeiro papel, aos 6 anos de idade, na peça Nuvem, de Coelho Neto, no teatro Dulcina, no Rio.

Em 1941, Lúcidi foi contratada para integrar o elenco infantil da Rádio Tupi. O convite veio do diretor, Teófilo de Barros Filho, durante um concurso de interpretação.

No início de 1945, ela passou a fazer parte da equipe de atores das radionovelas da Rádio Globo. Foi também na rádio que conheceu seu companheiro, o jornalista esportivo Luiz Mendes, que, à época, comandava o programa Alô, Rio.

Foi então que, em 1953, a Rádio Nacional, mais importante emissora da época, a chamou para integrar seu elenco. Ela participou de séries e novelas de sucesso, que posteriormente foram adaptadas por Janete Clair para a Globo.

Na TV, sua estreia aconteceu em 1960, participando de uma minissérie dirigida por Janete Clair, na extinta TV Rio. A primeira novela na Globo foi o Homem Proibido, em 1967.

A carreira política também fez parte da vida da atriz, que ainda na década de 70 passou a se dedicar à política, após insistência da então deputada federal pelo Arena, Lygia Lessa Bastos. Foi vereadora e deputada estadual durante 18 anos no Rio.

Lúcidi, que era viúva do jornalista esportivo Luiz Mendes, com quem foi casada por 64 anos, teve um filho também já falecido e deixa netos.

Márcio Brito

Márcio Brito

Designer gráfico DaQui agência Digital e colaborador Mundial fm 91.3

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Deixe um comentário

Traduzir »
Falar com o Locutor!
Posso Ajudar?
Olá Somos da Mundial FM 91.3, Vamos Interagir?
Enable Notifications    OK No thanks